câncer de mama
← Voltar

Câncer de mama: como identificar e o que fazer?

Mig, suas consultas médicas estão em dia? Já comentei por aqui que outubro é o mês da prevenção do câncer de mama, um dos tipos de câncer mais frequentes entre as mulheres brasileiras. Para preveni-lo ou para enfrentar essa fase, nós precisamos falar abertamente sobre a doença.

Como identificar o câncer de mama?

Segundo o Ministério da Saúde, um em cada três casos de câncer podem ser curados, desde que descoberto ainda em fase inicial. É comum o câncer de mama apresentar sinais logo no começo, então identifica-lo é o primeiro passo para melhorar. A pergunta que fica é: como, então, identificar o câncer de mama? Eu separei aqui uma breve explicação de como fazer isso e de quais são os sinais que você deve estar atenta, Mig. Olha só:

#PraCegoVer mulher com laço que representa o outubro rosa na camiseta

Toque-se!

O ideal é que todas as mulheres conheçam bem suas próprias mamas, para poder reconhecer qualquer alteração e alertar um médico. Já os sintomas de câncer de mama podem variar e o mais fácil de identificar são os carocinhos na mama ou próximos da axila, que podem ou não estar acompanhados da dor. O autoexame é a melhor forma de autoconhecimento, bem simples e que te ajuda a identificar qualquer coisa anormal em suas mamas. Eu comentei por aqui sobre como realizar o autoexame, clica aqui pra saber mais sobre isso. Mig, atente-se a sintomas como:

#1. Alteração na forma ou tamanho da mama são motivos para se preocupar

Caso não esteja próximo a data da sua menstruarão, onde é comum acontecer isso também, fique atenta. O tumor pode deformar os tecidos mamários e por isso alterar o formato, causando inchaço ou diminuição da mama. É possível também que as alterações apareçam em forma de afundamento ou de fibrose local, devido a degeneração das glândulas mamárias.

#2. Fique atenta para mudanças de aspecto da pele, inchaço e dores nas mamas

Mas calma, Mig! Estes mesmos sintomas também podem indicar uma inflamação, como a mastite por exemplo, que aparenta vermelhidão das mamas e dores, no entanto, ainda assim deve ser tratada, combinado? Além disso, também é possível que aconteça uma alteração na textura da pele, deixando mais enrugada e grossa. Fique atenta!

#3. Alterações nos mamilos também são sinais

Aqui vale qualquer alteração incomum, viu Mig? Um dos sintomas mais visíveis do câncer de mama é o aparecimento de pequenas feridas nos mamilos. Junto a isso, pode ser que aconteça pequenas secreções amareladas ou com sangue dos mamilos, o que também é um sinal bastante claro. Nesses casos, é provável que o tumor esteja no início e alojado nos dutos mamários, por isso não adie a ida ao médico!

#4. Ta com uma coceirinha constante no bico da mama?

Uma frequente coceirinha nas mamas é algo que precisa de uma atenção especial, pois pode ser um dos sintomas de início do câncer de mama, quando ele ainda não conseguiu penetrar nos tecidos e se manifesta apenas externamente. Não deixe de consultar um médico nesses casos, ta bem?

#5. Inchaço e nódulos (como um carocinho interno) nas axilas ou na lateral dos seios

Esse é um dos sintomas que mais chama atenção, Mig! Se você perceber a presença de nódulos nas axilas ou nas laterais dos seios, procure um médico com urgência. Esse sintoma demonstra que o câncer está começando a avançar e que não há tempo a perder. Por isso, faça sempre o autoexame e fique atenta a qualquer sinal, por mais pequeno que seja.

Tenho câncer de mama!!! E agora?

Dieta saudável, atividade física regular, controle de peso, evitar álcool e tabaco, autoexame, mamografia e ultrassom de mamas bilateral anual são medidas que ajudam a combater o câncer de mama em suas fases iniciais. Mas e quando esse câncer é detectado, o que fazer? A quem recorrer? Onde ir? Como sofrer? 

Em uma conversa que tive com o Dr. Mauro Daniel S. Donadio, médico da A.C. Camargo Cancer Center – Centro integrado de Diagnostico, Tratamento, Ensino e Pesquisa, ele comentou o seguinte: a maior vantagem de se manter um acompanhamento médico periódico e regular é ter a oportunidade de se descobrir esse câncer em suas fases mais precoces e, portanto, com maiores chances de cura. Apesar de impor provavelmente o pior dia da vida de uma mulher, o diagnóstico dessa doença não pode fazer a paciente paralisar. É preciso enxugar as lágrimas e arregaçar as mangas o quanto antes! 

O mastologista e o oncologista devem ser prontamente consultados, preferencialmente num centro de tratamento que integre as especialidades envolvidas no cuidado e que forneçam tratamento com excelência e expertise. O tratamento pode envolver cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia, anticorpos, terapia alvo, entre outras opções que ainda vamos conhecer com os estudos que estão em andamento pelo mundo. 

Mas a ansiedade existe, a angústia é inevitável, o medo passa a ser constante, mesmo quando tudo ainda é muito inicial… Existe alguma maneira correta de enfrentar esse sofrimento? A resposta é sim! 

Dr. Mauro Daniel S. Donadio 
Cancerologia Clínica

Um dia de cada vez!

Não há fórmula, nem comprimido certo, mas a resposta é: sim. Ajuda psicológica e, eventualmente, psiquiátrica não devem ser recusadas quando necessária. Mas tem algo que muitas das pacientes do Dr. Mauro ensinaram à ele foi, em suas palavras: tirar o peso, levar de boa, desapegar de alguns detalhes… em resumo o que elas querem dizer é foco no processo, priorizar seus valores e valorizar o que realmente importa, uma dia de cada vez. 

Elas conseguem fazer isso de forma, por mim, muito admirável! Confiam no tratamento e não ficam caçando problemas. Elas já têm um problemão que nem precisaram procurar… No final elas dão testemunho de si mesmas, orgulham-se de como enfrentaram a jornada e deixam esse oncologista, mais uma vez, admirado.

Mig, por fim, devo lembrar você de se manter sempre atenta aos possíveis sinais da câncer de mama e compartilhar isso com suas amigas, conhecidas e familiares, quanto mais pessoas souberem, maior é a chance de prevenção. Aproveite o Outubro Rosa para falar sobre a prevenção com outras mulheres, mas não deixe de fazer o autoexame e manter consultas com um médico em qualquer momento do ano. #VamosJuntas

Me conta aqui nos comentários o que você achou desse conteúdo, Mig? É bom demais quando você compartilha sua opinião comigo! <3

Rafaela Romani

@rafarmni

Estudante de Publicidade e Propaganda | Criadora de Conteúdo para UAUBox.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Loccitane Brand Natura Brand Relax Brand Body Shop Brand Up2You Brand KUR Brand Hidra Brand
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x